25/05/2024

Wilson Lima é o novo cacique político do Estado

         

Foto: Agecom

Por Carlos Santiago*

Wilson Lima é o novo cacique político do Estado. Ele mostrou força eleitoral, influenciou as eleições para o comando das casas legislativas e escolheu um secretariado pensando no pleito municipal de 2024 e na sua sucessão em 2026. E não há, por enquanto, nenhuma liderança política que faça frente a força do governador.
Turbinado com um orçamento bilionário e vencedor da eleição para o executivo estadual, o governador Wilson Lima e seus partidários definiram os rumos das eleições para o comando de câmaras municipais do interior e da capital do Estado. O apoio do grupo político que controla o governo do Amazonas foi decisivo para a eleição do vereador Caio André (PSC) para presidente do Legislativo de Manaus, por exemplo.
A composição política do governador elegeu a maioria absoluta dos membros da Assembleia Legislativa do Estado para a próxima legislatura. Ele não terá dificuldade para aprovar projeto de lei ou para modificar a Constituição Estadual e já anunciou que o deputado Roberto Cidade será reconduzido à presidência da Aleam com sua benção.
Na escolha do secretariado, o governador mostrou que não quer repetir os erros do primeiro mandato, quando nomeou Luiz Castro e Carlos Almeida para secretarias importantes, agora ficaram ausentes da lista do secretariado os políticos que pretendem disputar o cargo de prefeito de Manaus e de governador do Amazonas. Deputada Joana Darc e Coronel Menezes não foram nomeados. Os políticos que foram lembrados, como Therezinha Ruiz e Pauderney Avelino, não assustam, pois mostraram baixo desempenho eleitoral.
Nenhum político do Estado faz frente a força e ao tamanho político de Wilson Lima. Eduardo Braga e Amazonino foram derrotados. Os partidários dos partidos de Esquerda e progressistas estão em declínio. O prefeito David Almeida até ensaiou conquistar o papel de líder maior. No período eleitoral, ele alardeava ser o comandante e o responsável pela reeleição do governador, mas depois de assistir o seu candidato ao comando da Câmara de Manaus perder e não ter nenhum nome de sua confiança no secretariado estadual, resolveu apostar ainda mais na relação com o Wilson Lima para buscar a sua reeleição.
Novos nomes podem trincar a liderança política do governador. Amom Mandel, Coronel Menezes, Ricardo Nicolau e Roberto Cidade, querem entrar na disputa pela prefeitura da capital. Amom tem o desafio de não sumir como deputado federal, Menezes tem que torcer para que Bolsonaro não caia em desgraça política, Nicolau tem que deixar de ser somente uma possibilidade e Roberto Cidade precisa muito do apoio do governador.
Outro aspecto que pode complicar a vida pública de Wilson Lima é o sistema de justiça. Há pedido de cassação de mandato na Justiça Eleitoral, existe procedimento no Ministério Público e tem uma Ação que será apreciada pela Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça. Porém, até o momento, não existe qualquer definição contra o governador.
Portanto, no atual quadro político, Wilson Lima vai organizando, escalando e distribuindo as cartas do jogo político do Amazonas. Ele é o novo cacique político do Amazonas.

 

Sociólogo, Analista Político e Advogado.

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *