14/08/2020

Repórter cinematográfico é agredido, responde na classe e agressor vai embora com vergonha

O repórter cinematográfico Lázaro Wanderley é mais um profissional da imprensa, vítima de agressões e injurias de um homem identificado como César Cerqueira, autônomo, que em suas mídias sociais incentiva a violência e diz ser bom de briga.

O caso aconteceu durante uma reportagem na região dos bancos na avenida Djalma Batista em Manaus. Por achar que estava sendo filmado, o homem xingou e deu um murro no estômago do cinegrafista, até que o repórter resolveu ligar a câmera e filmar tudo que acontecia.

“Eu decide ligar a câmera para ter provas da agressão. Nosso trabalho não tinha nada a ver com esse cidadão. Mesmo assim ele continuou vindo pra cima de mim e empurrava o equipamento. Eu comecei a falar alto e isso chamou a atenção das pessoas. Também pedi para chamar a polícia para ver se ele saia de perto de mim. Ao ver que estava chamando a atenção e que tinha várias testemunhas observando, ele finalmente decidiu ir embora,” destacou o repórter cinematográfico.

O caso não é o único de agressão a profissionais da imprensa por motivo fútil. No ultimo dia 29 de abril, o repórter Denivaldo Oliveira, também foi agredido quando fazia uma reportagem sobre as dificuldades de atendimento nas agências bancárias para conseguir atendimento. O caso aconteceu nas proximidades da Caixa Econômica, na avenida Noel Nutels, do bairro da Cidade Nova, Zona Norte da capital. Segundo a polícia, um homem que estava na fila para tentar sacar o auxílio emergencial, teria se sentido incomodado com o repórter e decidiu agredi-lo.

São situações de agressões gratuitas e que devem ser apuradas com rigor pelas autoridades.

A reportagem não conseguiu contato com o agressor de Lázaro Wanderley.

Nenhum comentário

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *