16/07/2024

Idam une forças com Adaf para receber notificações de vacina contra febre aftosa

         

As notificações podem ser informadas, também, nas Unidades Locais (UnLocs) do Idam onde a imunização aconteceu

Os pecuaristas amazonenses têm até o dia 29 de maio para notificar a vacinação de rebanhos contra a febre aftosa. E o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), por meio das Unidades Locais (UnLocs) nos municípios onde imunização foi realizada, está recebendo a confirmação.

O serviço tem sido realizado em conjunto com Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Amazonas (Adaf), órgão ao qual o Idam repassa as informações obtidas junto aos pecuaristas. O instituto reforça a importância da realização das notificações, uma vez que por meio delas o Amazonas pode conquistar o status de livre da febre aftosa sem vacinação.

“Alguns municípios do estado estão com baixa notificação e, por isso, temos unido forças com a nossa parceira Adaf para que os pecuaristas tenham mais facilidade para notificar a vacinação. É importante reforçar que buscamos a realização de um sonho antigo, que é estarmos livre da febre aftosa sem vacinação e, nesta última fase da campanha, vamos receber os produtores para as devidas notificações”, destacou o diretor-presidente do Idam, Vanderlei Alvino.

O reforço no serviço será disponibilizado, principalmente, nos municípios de Atalaia do Norte, Silves, Uarini, Alvarães, Juruá e Novo Airão. Nesses locais, os pecuaristas podem buscar os técnicos do Idam para notificar a vacinação do rebanho, enquanto nos demais municípios do estado, onde houve vacinação, é possível realizar a notificação nos escritórios da Adaf ou, ainda, nas UnLoc’s do Idam.

Ao todo, 333.350 mil doses de vacina foram disponibilizadas pelo Governo do Amazonas a 49 municípios, localidades onde foi realizada a campanha contra febre aftosa. Os outros municípios do estado já se tornaram livres da doença sem vacinação.

Atualmente, o rebanho do Amazonas está estimado em mais de dois milhões de cabeças, segundo o Idam. Vale destacar que as notificações deveriam ocorrer até 15 de maio, mas o prazo foi prorrogado, até 29 de maio, para que os pecuaristas tivessem mais tempo para informar os dados de imunização.

 

Fonte: Idam

Foto: Divulgação

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *