17/07/2024

Assinado termo de cooperação para regularização fundiária no Antônio Aleixo

         

Na tarde desta quarta-feira, 14/6, o prefeito de Manaus, David Almeida, em conjunto com Caroline Gabas Stuchi, secretária-adjunta de Gestão do Patrimônio da União, e Mauro Leno Rodrigues de Souza, superintendente do Patrimônio da União no Amazonas (SUP), assinaram um termo de cooperação técnica visando garantir a regularização fundiária do bairro Colônia Antônio Aleixo, localizado na zona Leste. Mais de 900 famílias serão beneficiadas por essa iniciativa.

Segundo David Almeida, após essa ação, os beneficiados receberão os registros de imóveis de seus respectivos lotes por meio da recém-criada Secretaria Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários (Semhaf). Essa medida proporcionará segurança aos moradores de um bairro com quase cem anos de existência.

“Daqui em diante, esses moradores receberão o título de posse e o registro do cartório. Nossa prefeitura se preocupa com isso. Iremos entregar os registros completos aos moradores o mais rápido possível. Faremos todos os trâmites necessários para que possamos estar na Colônia Antônio Aleixo entregando essa documentação. Essa questão é crucial, pois garante segurança aos moradores. Estamos trabalhando arduamente para alcançar o maior número possível de pessoas”, destacou Almeida.

Criado na década de 1930, o bairro Colônia Antônio Aleixo ocupa áreas pertencentes à União, conforme registros do 4º Cartório de Manaus.

O prefeito de Manaus ressaltou que essa parceria abrange apenas a primeira área da capital a ser contemplada. Almeida explicou que a prefeitura pretende propor a regularização de outras áreas, como o bairro Cidade de Deus, localizado na zona Norte, e a comunidade Coliseu, na zona Leste.

“Temos muitas ações que podemos empreender junto ao Governo Federal para solucionar esse problema. Nosso objetivo é construir moradias e retirar pessoas de áreas de risco, evitando que tragédias como a que ocorreu em março voltem a assolar nossa cidade. Atualmente, estamos trabalhando no igarapé na Magalhães Barata, no bairro Crespo, para construir um conjunto habitacional em uma área bastante próxima, solucionando um problema de décadas. Todas essas questões serão discutidas pela nova secretaria e esperamos receber boas notícias em breve”, afirmou o chefe do Executivo municipal.

John Montenegro, morador da Colônia Antônio Aleixo, expressou sua gratidão à Prefeitura de Manaus, destacando que agora pode afirmar que a casa em que cresceu e vive até hoje é verdadeiramente sua.

“Primeiramente, agradecemos a Deus e à Prefeitura de Manaus por conceder esse documento, e nosso sentimento é de alívio, pois teremos toda a documentação de nossa propriedade. Isso nos enche de gratidão pela Prefeitura de Manaus, que está olhando para as famílias da Colônia. Agora podemos dizer que, de fato, a casa e o terreno são nossos”, afirmou o morador.

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *