16/07/2024

UGPE promove oficina de produção de sabão ecológico para beneficiários do Prosamin+

         

A capacitação visa incentivar a educação ambiental e o empreendedorismo

A Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE) promove oficina de produção de sabão ecológico para beneficiários do Programa Social e Ambiental de Manaus e Interior (Prosamin+). A atividade faz parte das ações de educação ambiental e capacitação para o mercado de trabalho realizadas pelo programa.

Participaram da capacitação, na terça-feira (27/05), cerca de 50 pessoas, entre estudantes e moradores das comunidades Manaus 2000 e da Sharp, áreas de intervenção do Prosamin+.

A oficina na Comunidade Manaus 2000 aconteceu pela manhã, na casa de uma beneficiária, e foi conduzida pela moradora Marlene Silveira, que já produz sabão ecológico para complementar a renda de sua família. À tarde, outro curso foi realizado na Escola Estadual Manuel Rodrigues para alunos e moradores da comunidade da Sharp. Todos os participantes receberam certificados de conclusão emitidos pela UGPE.

O secretário da UGPE, Marcellus Campêlo, destacou que as ações visam capacitar os moradores das áreas do Prosamin+ e promover educação ambiental, estimulando o empreendedorismo. “É fundamental que a população compreenda a importância de evitar a poluição e proteger nossos recursos naturais. Além disso, ao oferecer capacitação, estamos ampliando as chances de inserção no mercado de trabalho e de geração de renda para as famílias, contribuindo para o desenvolvimento sustentável da comunidade”, afirmou.

Segundo a bióloga da Subcoordenadoria Ambiental da UGPE, Rebeca Louise da Silva, o descarte adequado do óleo de cozinha ajuda a conservar o meio ambiente. “Jogá-lo pela pia pode causar entupimento de encanamentos, danos às redes de esgoto e poluição dos recursos hídricos, além de dificultar o tratamento do esgoto. Portanto, é muito importante armazenar o óleo usado em recipientes adequados e descartá-lo corretamente para reciclagem ou reutilizá-lo na produção de sabão ecológico.”

Beneficiários

Ana Cleide Leão, moradora da comunidade da Sharp, que ministrou a oficina de produção de sabão ecológico para alunos do segundo ano do ensino médio da Escola Estadual Manuel Rodrigues, contou sua experiência na produção de sabão. “Eu tenho um restaurante e começou a sobrar muito óleo, então, para não jogar fora, comecei a fazer sabão para lavar as louças. Ele é muito bom, econômico e tem me ajudado a economizar nas contas do meu negócio”, explicou.

A artesã Emilene Mariano, também moradora da Sharp, valorizou a capacitação. “O curso foi de grande valia, pois eu, por exemplo, não sabia como descartar meu óleo de cozinha. Agora, tenho um uso muito útil para ele, que ainda vai me ajudar a economizar dinheiro”, declarou.

 

 

Fonte: UGPE

Foto: Julia Lobão

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *