16/07/2024

Professores participam de 2º encontro formativo do programa ‘Amazonas+Alfabetizado’

         

 

 

 

Desta vez, focando na alfabetização matemática, foram ministrados conteúdos sobre geometria

Professores, gestores e pedagogos da rede estadual de ensino participaram, nesta terça-feira (04/06), do segundo encontro formativo que atende uma das propostas do programa “Amazonas + Alfabetizado”, da Secretaria de Estado de Educação e Desporto Escolar. Desta vez, o foco da atividade foi na “alfabetização matemática: refletindo sobre geometria na BNCC”.

Os encontros realizados pela Secretaria de Educação, por meio do Centro de Formação Profissional Padre José Anchieta (Cepan), em parceria com a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e a Universidade Federal do Amazonas (Ufam), atendem a um dos cinco eixos estruturantes do programa e apresentam metodologias de ensino de alfabetização para docentes do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental.

Na ocasião, o professor doutor em Matemática da UEA, Filho foi o responsável por apresentar métodos para auxiliar os educadores na hora de ministrar conteúdos sobre geometria. Segundo ele, uma boa formação em matemática é essencial para o desenvolvimento das crianças no decorrer da vida escolar.

“Hoje, a gente ouve muito que a criança que não aprende na base vai ter um Ensino Fundamental 2 (6° ao 9° ano) e um Ensino Médio com dificuldades. Que a gente possa alfabetizar essas crianças matematicamente para que, quando elas saiam desse segmento, do Fundamental 1 (1° ao 5° ano), cheguem com propriedade e conhecimento nos próximos”, afirmou.

De acordo com a articuladora regional do “Amazonas + Alfabetizado”, a pedagoga Josete Ohana, neste momento, as formações acontecem por meio do Centro de Mídias de Educação do Amazonas (Cemeam), mas ocorrerão de forma presencial a partir do segundo semestre.

“Para o segundo semestre, nós estaremos com formações presenciais, onde os multiplicadores virão dos municípios e serão formados aqui na capital pelos professores. Depois, retornarão aos seus municípios para ministrar a formação aos professores alfabetizadores”, informou.

O encontro foi transmitido via Cemeam para todos os municípios do estado e contou com carga horária de duas horas e meia. A partir do segundo semestre, está prevista a continuidade da formação, com carga horária de 96 horas, sendo 64h presenciais e 32h na modalidade de Educação à Distância (EaD). O programa contará com 930 multiplicadores, pedagogos que serão enviados ao interior para dar suporte às equipes pedagógicas.

 

 

 

Fonte: Seduc

Foto: Eduardo Cavalcante

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *