25/05/2024

Na CMM, população manifesta apoio ao PL que proíbe instalação de medidores aéreos em Manaus

         

A população que mora na capital amazonense tem se mostrado favorável ao Projeto de Lei 375/2022, de autoria do presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Caio André (PSC), que proíbe a instalação de medidores aéreos de energia na cidade. Manifestantes de oito bairros de Manaus estiveram presentes no Pequeno Expediente desta segunda-feira (20/03), no plenário da Câmara, e também foram recebidos no gabinete do presidente Caio.

Moradores dos bairros Alvorada, Dom Pedro, Redenção, Bairro da Paz, Flores, Nova Esperança, União da Vitória e São José estiveram na CMM. “Nós temos que lutar contra isso, porque tem muita gente que recebe um salário de R$ 1.200,00. Essa é a hora dos vereadores nos ajudarem”, disse André Lima, morador do bairro União da Vitória.

O presidente Caio André destacou que o Projeto de Lei é do ano de 2022, e que tem acompanhado de perto o anseio da população pela aprovação do PL.

“Estamos acompanhando a população de Manaus, a cada bairro que essa empresa tenta implementar esses medidores. A Câmara de Manaus está alinhada com o sentimento da nossa sociedade. Nós proibiremos não só a questão de medidores, mas uma série de problemas que nós temos em nossos postes da cidade, com muita afiação, perigo, além da poluição visual”, disse Caio André.

Reunião – O presidente Caio André recebeu os manifestantes no gabinete, acompanhado dos vereadores Diego Afonso (União Brasil), Rosivaldo Cordovil (PSDB), Ivo Neto (Patriota), Yomara Lins (PRTB) Professora Jacqueline (União Brasil) e Everton Assis (União Brasil).

Caio André atualizou os cidadãos sobre o andamento do PL na Casa Legislativa.

“Na quarta-feira já colocaremos no plenário para votação para caminharmos a passos largos, céleres, para que nós possamos ter logo essa lei em vigência na cidade de Manaus”, disse o presidente

O representante do bairro Alvorada, zona oeste da Cidade, Junior Melita afirmou que a reunião foi positiva e sentiu que os vereadores estão em defesa da população.

“Com o apoio dos vereadores a gente sai mais forte pra guerra hoje. Cremos que não somos contra uma tecnologia nova, mas a gente é contra o sistema que quer roubar o povo, mas se Deus quiser, com a ajuda dos nobres vereadores e o presidente da Câmara, estamos saindo mais fortes”, disse Junior Melita, morador do bairro Alvorada, zona oeste da Cidade.

Sobre o projeto – O PL do presidente da CMM acrescenta ao artigo 1º da Lei Municipal nº 2.208/2017, onde fica proibida a instalação de sistemas de medição de energia elétrica, externos ou centralizados, fixados nos postes de energia elétrica, ressalvadas as caixas de passagem de energia elétrica, transformadores e cabeamento de internet e TV a cabo, desde que seja observado um raio de 500 metros entre um e outro, para evitar poluição visual.

Foto: Diego Caja – Dicom/CMM

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *