16/07/2024

Marco na preservação do Patrimônio Cultural do Amazonas, Centro Cultural Palácio da Justiça celebra 18 anos

         

Instalado em um dos principais marcos arquitetônicos de Manaus, o Centro Cultural se tornou estrela do roteiro turístico-cultural da cidade

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, convida todos para uma celebração especial: o 18º aniversário do Centro Cultural Palácio da Justiça (CCPJ). O espaço é um dos maiores ícones do roteiro turístico-cultural de Manaus, além de ser um dos principais marcos arquitetônicos da cidade. A comemoração ocorrerá na quarta-feira (12/06), das 9h às 17h.

Abrigado no prédio histórico onde antes funcionou o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), o Centro Cultural Palácio da Justiça (CCPJ) tem bastante destaque na contribuição para a preservação do patrimônio histórico-cultural e a promoção das artes no estado.

A proximidade com o Teatro Amazonas contribuiu para que, uma vez transformado em Centro Cultural, o local se tornasse um dos principais destinos para a visitação turística em Manaus, ao longo de 18 anos.

A programação de aniversário promete momentos inesquecíveis, incluindo apresentações de corais e orquestras, rodas de conversa sobre a história e patrimônio, júri simulado e sessões de cinema e documentário sobre crimes históricos. Durante a programação, estarão disponíveis ao público espaços instagramáveis com vestimentas de época, proporcionando uma experiência única para os visitantes.

Hany Matos Cândido, turismóloga do Centro Cultural Palácio da Justiça, destaca a relevância histórica e sentimental do CCPJ para a população amazonense. Originalmente projetado para ser a sede do Poder Judiciário do Amazonas, substituindo a jurisdição do Pará, o Palácio da Justiça abrigou importantes eventos judiciais e sociais, incluindo casamentos civis, que até hoje emocionam visitantes que retornam ao local.

A inauguração do prédio se deu em 21 de abril de 1900. É um dos principais exemplares da arquitetura clássica do período áureo da economia da borracha, com suas linhas estruturais no estilo renascentista.

O prédio foi tombado como Patrimônio Histórico e Artístico do Estado do Amazonas em 1980. Os nomes dados às salas que o compõem homenageiam personalidades ligadas à sua implantação e ao Poder Judiciário.

Programação

Dia 12 de junho

9h às 15h: Visita Guiada Espaço Belle Époque
Exposições:
Museu do Crime Hall e Unidade Cultural
Exposição Palácio da Justiça: Linha do Tempo
Hall da Sala de Música: Sala Desembargadora Nayde Vasconcellos
9h30 às 10h: Coral do Amazonas na Sala de Música Desembargador Paulino de Mello

10h às 11h: Roda de Conversa – “Centro Cultural Palácio da Justiça 18 anos: lugar de memória e sustentabilidade patrimonial”
Participantes:
Juarez Silva, Mestre em História e Autor na Área de Memória Judiciária
Otoni Mesquita, Professor e Artista Plástico
Mediador: Pedro Mansur, Historiador da Secretaria de Estado de Cultura
Local: Sala de Cinema Desembargador Hamilton Mourão

13h30 às 14h30: Júri Simulado aberto ao público com o Núcleo de Estudos Jurídicos da faculdade La Salle
Local: Tribunal do Júri – Salão Juiz Luíz Augusto Santa Cruz Machado

15h às 17h: Sessão True Crimes
Local: Sala de Cinema Desembargador Hamilton Mourão

17h às 17h40: Orquestra de Violões na Sala de Música – Desembargador Paulino de Mello

Dia 15 de junho

14h às 14h30: Apresentação do Grupo Vocal do Corpos Artísticos (GVCA) no Hall Principal

 

 

Fonte: SEC

Foto: Divulgação

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *