20/10/2019

Manaus terá novamente linha aérea direta para Europa já no próximo ano

O anúncio foi feito pelo presidente Jair Bolsonaro ao mesmo tempo em que parabenizou a gestora do turismo do Amazonas

Os amazônidas terão de volta uma linha aérea direta proveniente de Madrid na Espanha e vice-versa. O anúncio foi feito pelo presidente Jair Bolsonaro durante passagem pela capital do Amazonas nesta quinta-feira (25). Durante discurso, ele quebrou o protocolo e agradeceu a presidente da Amazonastur, Roselene Medeiros, a qual ele não conhecia, pelo empenho e conquista da rota que será feita por uma empresa espanhola. “Quero agradecer aqui a presidente da Amazonastur, eu não conheço, mas junto com o Gilson Machado que é nosso presidente da Embratur, praticamente ultimaram uma empresa espanhola de forma que teremos um vôo direto partindo de Madrid, passando por Manaus até Lima e sentido inverso também.”

Veja o vídeo:

 

“Nós temos uma missão dada pelo governador Wilson Lima de transformar o turismo como matriz econômica sólida e eficaz no Amazonas. Potencial o estado tem, o que precisamos é criar condições para viabilizar a vinda de um número cada vez maior de visitantes do Brasil e exterior”, comentou a presidente Roselene.

Manaus já contou com um voo direto para Europa, quando por 18 meses, teve a linha aérea Manaus-Lisboa (Portugal), encerrada m janeiro de 2016. Em 2018, o estado recebeu mais de 77 mil turistas europeus, movimentando toda a cadeia produtiva do setor, impulsionando a economia local.

O nome da empresa que fará o vôo Madrid-Manaus-Lima ainda é segredo, mas segundo a presidente da Amazonastur, até o verão do próximo ano, a linha aérea já deve estar funcionando.

Mais cruzeiros em Parintins

Na última quarta-feira (24), em Brasília, a presidente Roselene Medeiros reuniu-se com a diretora de Infraestrutura Aquaviária do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Karoline Lemos, para tratar sobre a acessibilidade dos turistas de cruzeiros que desembarcam em Parintins. A ideia, conforme a Amazonastur, é que os transatlânticos voltem a ancorar no porto da cidade, melhorando o acesso dos cruzeiristas, que, hoje, desembarcam em pequenas lanchas do próprio navio para conhecer a Ilha Tupinambarana.

Outro ponto abordado na reunião foi a solicitação de um termo de delegação que transfere a competência de administração do porto de Novo Airão para a prefeitura do município. A reivindicação foi apresentada à Amazonastur pelo prefeito Frederico Júnior. O objetivo é utilizar aquela área para implementar ações de forma que o turismo seja impulsionado com criações de áreas de lazer, turísticas e gastronômicas.

“Sabemos que esse é um processo que demanda estudo, viabilidade jurídica e econômica, mas estamos abrindo caminho para ver o que é possível ser feito”, ressaltou Roselene.

1 comentário Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *