14/07/2024

Governo do Amazonas conclui obras de acessibilidade e de instalação de equipamentos nos espaços culturais de Manaus

         

Obras viabilizam visitação de pessoas com dificuldade de locomoção aos principais espaços culturais da capital

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), concluiu a instalação de equipamentos e a realização de obras de adequação de acessibilidade nos principais espaços culturais de Manaus. A obra contou com investimento no valor de R$ 1,13 milhão e contemplou seis espaços culturais – o Museu Casa Eduardo Ribeiro, o Centro Cultural Usina Chaminé, o Palácio da Justiça, o Palacete Provincial, o Centro Cultural Palácio Rio Negro e o Teatro Amazonas.

No Museu Casa Eduardo Ribeiro foram realizados serviços de banheiros adaptados no térreo e primeiro pavimento; placas de identificação em braille; rampa interna e piso tátil.

O Centro Cultural Palácio Rio Negro recebeu uma plataforma elevatória; enquanto a Usina Chaminé recebeu banheiro adaptado; rampa externa, piso tátil e um elevador de acessibilidade.

E o Teatro Amazonas recebeu banheiros adaptados no térreo, primeiro e segundo pavimentos; camarim com banheiro adaptados; placas de identificação em braille; rampas interna e externa; plataformas; elevador de acessibilidade e piso tátil.

No Palácio da Justiça foram executados serviços de banheiros adaptados no térreo e primeiro pavimento; rampa externa; placas de identificação em braille; lombofaixa; corrimão; plataforma e piso tátil.

O Palacete Provincial recebeu serviços de banheiros adaptados no subsolo, térreo e primeiro pavimento; placas de identificação em braille; elevador de acessibilidade; rampa externa; plataforma e piso tátil.

Além dessas intervenções, todos esses espaços culturais receberam obras na parte externa, em seu entorno, com sinalização e execução de calçadas adaptadas, direcionando as pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida desde a parada de transporte público até estes pontos turísticos, proporcionando mais conforto e segurança.

O secretário da Seinfra, Carlos Henrique Lima, disse que a execução de obras de acessibilidade facilita a vida de pessoas com dificuldade de locomoção e fomenta o turismo. “A conclusão dos serviços de acessibilidade nestes espaços aproxima a população da cultura e da história da nossa cidade. Hoje, os principais pontos turísticos da cidade proporcionam condições para que toda e qualquer pessoa possa frequentar esses espaços, pois encontrarão rampas de acesso, elevadores, barras de segurança, entre outros itens de acessibilidade, garantindo cidadania e acesso à cultura de forma inclusiva”, destacou.

Obras de acessibilidade concluídas

Em 2020, o Governo do Amazonas concluiu serviços de adaptações das calçadas entre as ruas José Clemente e a Epaminondas, em um trecho de 800 metros, localizadas entre o Palácio da Justiça e o Museu Casa Eduardo Ribeiro; bem como o trecho entre a rua Dez de Julho até a avenida Getúlio Vagas, com extensão de 640 metros, ambas no Centro de Manaus.

Lei de Inclusão

As obras têm por objetivo proporcionar acessibilidade e inclusão social a pessoas com dificuldade de locomoção em áreas consideradas de atração turística ou de interesse público, de acordo com o que prescreve a Lei nº 13.146/2015, a Lei de Inclusão da Pessoa com Deficiência.

Todas as intervenções concluídas tiveram seus projetos previamente aprovados pela Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (SEC) e pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

 

 

 

Fonte: SEC

Foto: Michel Dantas

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *