Turistas brasileiros tiveram as malas extraviadas e os pertences furtados durante vôo de Madri para o Rio de Janeiro.

Amazonenses que também estavam no vôo da companhia TAP relataram o ocorrido.

Cadeados das malas quebrados e vários objetos de valor furtados.

Entre os objetos furtados perfumes, eletrônicos e casacos.

Uma fila foi formada no guichê da companhia TAP no final da noite desta terça-feira (26), no aeroporto do Galeão no Rio de Janeiro para as reclamações.

O vôo TP 1005 da TAP onde o furto aconteceu, partiu de Madri na Espanha, fez conexão de 10 horas em Portugal e seguiu para o Rio de Janeiro.

Foi só no desembarque, quando os passageiros voltaram a ter contato com as bagagens, que se percebeu o estrago.

Nesse vôo estavam amazonenses que fotografaram as suas malas e de outros passageiros danificadas. Um prejuízo de R$ 1.000,00 apenas de um casal.

O funcionário público Antonio Silva de manaus falou do sentimento que ficou após a viagem.

“Fica o sentimento de indignação. É uma coisa que não acontece só no Brasil, na Europa também e precisa ser investigada e os culpados punidos com rigor,” destacou Antônio.

A companhia TAP disse que está apurando o ocorrido. Pela legislação a companhia tem 21 dias para concluir a investigação e caso não localizem os itens furtados devem ressarcir o prejuízo dos passageiros.

Os passageiros não descartam a possibilidade recorrer a justiça para reparar os danos.

Passageiro fotografou o antes e o depois (cadeado e bagagem danificados)