Trezentos quilos de droga, avaliados em R$ 2 milhões, são apreendidos pelas forças de segurança do Amazonas

Neste ano, de janeiro a setembro, quase 7 toneladas de drogas foram apreendidas pelas forças de Segurança estaduais no Amazonas, conforme dados da Seai.

Fotos SSP Divulgacao

Em um novo desdobramento da Operação Banzeiro, 300 kg de entorpecentes foram apreendidos e seis pessoas foram presas em Manacapuru, distante 68 quilômetros de Manaus, no fim da tarde desta sexta-feira (16/11). A carga está avaliada em R$ 2 milhões. Participaram da ação, policiais da Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (Seai), do Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Denarc), da Delegacia Fluvial (Deflu) e da Força Especial de Resgate e Assalto (Fera), da Polícia Civil.

A Seai, braço investigativo da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), coordenou as ações. Ao todo, foram apreendidos 250 quilos de maconha do tipo skunk e 50 quilos de cocaína e oxi. Foram presos Vanderlei Lima de Vasconcelos, 43, Fernando dos Santos Fernandes, 35, Jose Roberto de Andrade Melgueiro, 44, Valucia Chota Caldas, 40, Marcelo da Costa Dantas, 20, e Diego da Costa Dantas, 25.

De acordo com o secretário estadual de Segurança, coronel Amadeu Soares, a prisão e a apreensão são resultado de um trabalho investigativo e operacional minucioso e de longa duração.

“A operação exigiu que os policiais passassem longo tempo na água e na selva, até o momento em que a quadrilha fosse localizada e presa quando fazia o trabalho de ‘formiguinha’, trazendo o carregamento de forma fracionada de Manacapuru para Manaus”, afirmou o secretário.

O diretor de Inteligência da Seai, delegado Denis Pinho, explicou que a carga de entorpecentes é oriunda da região da tríplice fronteira e vinha do município de Tabatinga em uma embarcação. Em Manacapuru, a droga era armazenada e depois transportada para a capital amazonense.

“Próximo a Manacapuru, uma embarcação conduzida por um dos criminosos foi interceptada pelos agentes de Segurança Pública e depois conseguimos chegar ao restante do grupo que estava no município”, disse Denis Pinho.

Ainda conforme o diretor de Inteligência da Seai, cada integrante da organização criminosa tinha uma função específica no grupo. “Segundo as investigações, a mulher por exemplo estava levando cerca de R$ 2 mil para o grupo concluir a logística, enquanto outros três seriam responsáveis por pegar uma lancha e concluir o transporte da droga até Manaus”, explicou.

De acordo com o diretor do Denarc, delegado Paulo Mavignier, a polícia investiga se o carregamento estava sendo adquirido por diferentes traficantes e também se seria levada para outras regiões do País.

*A prisão* – Na sexta-feira (16/11), os policiais abordaram um grupo que estava em Manacapuru e depois localizaram José Roberto Melgueiro, que estava em uma área de mata.

“Ele ainda tentou fugir para uma área de difícil acesso, mas foi preso e confessou o crime, contando que trazia a droga de Tabatinga”, disse Denis Pinho. Com a prisão de José Roberto Melgueiro, os agentes de Segurança conseguiram localizar o entorpecente e a embarcação.

Os presos responderão pelo crime de tráfico de drogas e associação para o tráfico. Neste ano, de janeiro a setembro, quase 7 toneladas de drogas foram apreendidas pelas forças de Segurança estaduais no Amazonas, conforme dados da Seai.